Missão

O Laboratório Colaborativo ProChild CoLAB against Poverty and Social Exclusion pretende desenvolver uma estratégia nacional no combate à pobreza e à exclusão social na infância enquadrada numa abordagem científica transdisciplinar, articulando os setores público e privado, vinculando académicos e profissionais no terreno, e contribuindo ativamente para políticas públicas baseadas em evidência científica. 

O ProChild CoLAB procura promover uma mudança social efetiva no país, colocando as crianças no centro da investigação e da inovação através da colaboração articulada entre diversas entidades públicas e privadas em torno de programas de intervenção com base na evidência e suportados pela tecnologia. Assim, propõe-se uma intervenção integrada, articulada e cientificamente informada, com métricas claras de avaliação dos processos e resultados, de forma a contribuir para a implementação de políticas públicas baseadas em evidência científica. 

A aliança entre a intervenção social e a inovação tecnológica irá traduzir-se não só́ na qualidade do conhecimento recolhido e produzido, como também na forma como esse conhecimento pode ser disseminado e utilizado em programas e em outras ações que respondam às necessidades das crianças, famílias, profissionais e entidades interessadas, potenciando uma ação direcionada, orientada e focada.

Objetivos

  • O ProChild CoLAB visa, através de intervenção multidisciplinar, diversificada e integrada, quebrar o ciclo de pobreza e promover o bem-estar e os direitos das crianças. 

    Os principais objetivos da constituição do ProChild CoLAB são os seguintes: 

    • Criação, desenvolvimento e gestão de projetos de investigação multidisciplinar e de desenvolvimento e inovação tecnológica na área da pobreza e exclusão social na infância;
    • Desenvolvimento, implementação e avaliação de programas de intervenção e outras ações na área da pobreza e exclusão social na infância;
    • Desenvolvimento de programas e outras ações de formação com base científica para profissionais, famílias e outros públicos e entidades na área da infância;
    • Elaboração de orientações baseadas no conhecimento científico para formulação de políticas públicas e ações de “advocacy” no âmbito do combate à pobreza e exclusão social na infância;
    • Desenvolvimento de projetos e outras iniciativas para a promoção da responsabilidade social corporativa.
Voltar ao topo