Contra Covid-19

Promoção da saúde mental infantil em Guimarães: Avaliação e intervenção psicológica com crianças entre os 3 e os 10 anos do ensino pré-escolar e primeiro ciclo da rede pública

A pandemia COVID-19 provocou drásticas alterações nas vidas das crianças e suas famílias. Como resposta, a Câmara Municipal de Guimarães, a Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho), o Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e o ProChild CoLAB procuram promover o bem-estar das crianças e famílias em período de pandemia.

Será realizado o rastreio, bem como a avaliação de problemas de saúde mental de todas as crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo da rede pública do concelho de Guimarães. Para as crianças e famílias que necessitem, será disponibilizada intervenção psicológica especializada, individualizada e gratuita.

As crianças destacam-se como um grupo de risco no que respeita aos efeitos adversos na saúde mental decorrentes da pandemia COVID-19, aumentando o risco ou agravando situações já existentes de desproteção nos contextos socioeconómicos, familiares ou de acolhimento (Sistovaris et al., 2020). Assim, apesar de a maioria das crianças não desenvolver uma resposta traumática, está já demonstrado que a perda, o medo e o stress, fortemente associados à COVID-19, exacerbam problemas de saúde mental já existentes e contribuem para uma maior incidência de perturbações relacionadas com o stress (Qiu et al., 2020). Um recente estudo internacional, coordenado pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e pelo ProChild CoLAB, demonstrou que a pandemia COVID-19 se associa a níveis elevados de ansiedade entre as crianças no contexto nacional.

Para dar resposta ao expectável aumento de problemas de saúde mental nas crianças durante a pandemia COVID-19, foi delineado um projeto de intervenção comunitária no concelho de Guimarães. Este projeto, promovido pela Câmara Municipal de Guimarães, a Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho), o Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e o ProChild CoLAB tem por objetivos:

  • avaliar e monitorizar, em contexto comunitário, o impacto das medidas de saúde pública em período de pandemia na saúde mental de crianças entre os 3 e os 10 anos;
  • validar a implementação de uma ação comunitária para dar resposta a problemas de saúde mental das crianças em contexto de pandemia. 

Para tal, inclui duas fases:

  • Rastreio e avaliação de problemas de saúde mental de todas as crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo da rede pública do concelho de Guimarães. Para tal, será necessário o preenchimento, por parte dos/as encarregados/as de educação (que sejam titulares das responsabilidades parentais), de questionários online disponíveis na plataforma ProChild acessível a partir do seu perfil na plataforma +Cidadania;

Intervenção psicológica especializada, individualizada e gratuita para as crianças e famílias que necessitem. Assim, a segunda fase dedica-se exclusivamente às crianças e famílias, em relação às quais haja indicação de sinais de possíveis problemas psicológicos. Em caso de confirmação e de consentimento, a criança e família serão integradas em sessões de psicoterapia online ou presencial, conduzidas por psicólogos/as acreditados/as.

A encarregados/as de educação (que sejam também titulares das responsabilidades parentais) e respetivas crianças entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo da rede pública do concelho de Guimarães.

Participação no estudo

Para participar neste projeto é necessário que o/a encarregado/a de educação (que seja também titular das responsabilidades parentais) de criança(s) entre os 3 e os 10 anos a frequentar o ensino pré-escolar e primeiro ciclo da rede pública do Concelho de Guimarães.

Comece por preencher os questionários disponíveis na plataforma +Cidadania seguindo os seguintes passos:

PASSO 1

Aceder à Plataforma +Cidadania (clicar em ‘quero participar no projeto’ no final dos passos). De seguida, selecionar a área “Entrar”.

PASSO 2

Na área “Entrar”,  efetuar o login com os dados de acesso à Plataforma SIGA – nome de utilizador e palavra-passe já definida por si para o seu perfil de encarregado/a de educação. Se não tiver ou não se lembrar destes dados de acesso, por favor, contacte a linha telefónica de apoio ao utilizador: 234 246 000.

PASSO 3 E 4

Selecionar a área “Formulários”.

De seguida, clicar na imagem “ProChild”.

PASSO 5 E 6

Selecionar o/a seu/sua educando/a.

De seguida, clicar em “Avançar”.

PASSO 7

Confirmar a autorização para responder aos questionários na Plataforma ProChild.

Contactos

Para esclarecimento de dúvidas ou mais informações poderá enviar-nos um email e entraremos em contacto consigo o quanto antes.

Email: saudemental_guimaraes@prochildcolab.pt

Coordenação

  • Adelina Pinto | Câmara Municipal de Guimarães

  • Adriana Sampaio | Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho) e Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi)

  • Bárbara Figueiredo | Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho)

  • Helena Grangeia | ProChild CoLAB

  • Isabel Soares | ProChild CoLAB e Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi)

  • Marlene Sousa | ProChild CoLAB

  • Teresa Freire | Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho)

Equipa

  • Alexandra Ribeiro | ProChild CoLAB  

  • Ana Isabel Pereira | Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa 

  • Andrea Cruz | ProChild CoLAB

  • Carlos Moreira | Lusoinfo Multimédia

  • Daniel Dias | ProChild CoLAB 

  • Elisabete Ramos | Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto

  • Fábio Teixeira | ProChild CoLAB

  • Filomena Gaspar | Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra

  • Jaime Pereira | ProChild CoLAB

  • Margarida Rangel Henriques | Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto  

  • Maria João Seabra | Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo-Comportamental (CINEICC) da Universidade de Coimbra

  • Marlene Matos | Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho )

  • Manuel Sarmento Pereira | ProChild CoLAB e Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho (CIEC)

  • Patrícia Ferreira | Câmara Municipal de Guimarães 

  • Sónia Gonçalves | Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho (CIPsi) e Associação de Psicologia da Universidade do Minho (APsi-UMinho)

  • Equipa de mediadores/as da Câmara Municipal de Guimarães
  • Equipa de Psicólogos/as dos Agrupamentos de Escolas de Guimarães

Entidades promotoras:

Ativo 1@3x

Entidade parceiras:

Ativo 2@3x

Apoio de:

Este trabalho foi financiado parcialmente pelo projeto N2020: RHAQ/COLAB NORTE-06-3559-FSE-000044 e FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia).

Parecer nº 106/2020 emitido pelas:

  • Comissão de Ética para as Ciências Sociais e Humanas (CEICSH) da Universidade do Minho

  • Comissão de Ética para as Ciências da Vida e Saúde (CEICVS) da Universidade do Minho

Voltar ao topo