Pós-adoção – Modelo de Intervenção Multinível

Pós-adoção

Modelo de Intervenção Multinível

Isabel Pastor | SCML (Coord.)
Margarida Rangel Henriques | Universidade do Porto (Coord.)
Helena Grangeia | ProChild CoLAB
Leonor Bettencourt Rodrigues | ProChild CoLAB
Raquel Pires | Universidade de Coimbra
Stephanie Alves | ProChild CoLAB
Susana Silva | ProChild CoLAB

De acordo com os Relatórios do Conselho Nacional para a Adoção (CNA)  e Relatórios CASA, nos últimos anos continua-se a registar situações de  interrupção da integração familiar adotiva e reentrada dessas crianças no sistema de acolhimento após ter sido decretada a sua adoção. Surge assim como prioridade o desenvolvimento de serviços de apoio adequados às necessidades de crianças e pais após a adoção, uma prioridade reforçada pela alteração legislativa que estabelece que é obrigatório a disponibilização de respostas de acompanhamento pós-adoção.

Desenvolver e avaliar um modelo de intervenção multinível integrador de um conjunto  de ações e programas específicos para dar resposta às necessidades das famílias no período de pós-adoção.

  • Compreensão das experiências e perspetivas das famílias no período de pré-adoção em tempos de COVID-19, quanto a desafios, potenciais benefícios, recursos facilitadores da integração da criança na sua nova família, bem como sobre o acompanhamento técnico disponibilizado.
  • Caracterização das experiências e perspetivas das famílias após a adoção, quanto a dificuldades, necessidades de apoio e recursos identificados por pais e filhos, através do desenvolvimento de um estudo quantitativo a nível nacional e um estudo qualitativo.
  • Identificação dos fatores explicativos do sucesso/insucesso de projetos de integração familiar adotiva de crianças e jovens;
  • Desenvolvimento de um modelo de acompanhamento em pós-adoção através de um trabalho colaborativo e de co-construção com a equipa técnica da adoção da UAACAF/SCML e sua avaliação, em termos de resultados e processo.
Pós-adoção – Modelo de Intervenção Multinível
Partilhar
Voltar ao topo